quarta-feira, 3 de setembro de 2014

ÁRBITRO PARAIBANO COMANDARÁ SANTA RITA E CRUZEIRO PELA COPA DO BRASIL

Renan Roberto da Paraíba comanda Sta Rita/AL x Cruzeiro/MG - Copa do Brasil

O Santa Rita encara nesta quarta-feira(3) o todo poderoso Cruzeiro de Minas Gerais pela partida de volta das Oitavas de Final da Copa do Brasil, a partida será no Coaracy da Mata Fonseca em Arapiraca às 19h30.
E para esta partida teremos um quarteto de arbitragem bastante conhecido do NM com o comando do paraibano Renan Roberto e os conterrâneos Clóvis Amaral e Francisco Chaves Junior de Pernambuco, sem contar a novidade da partida é a presença de um quarto árbitro da Bahia, o promissor Marielson Alves Silva.

Renan Roberto é militar, tem 28 anos e em 2007 formou-se, hoje ocupa a categoria CBF-1. Em 2014 já comandou várias partidas com o escudo CBF,13 jogos no total entre as séries B e C e também no Campeonato do NE, sem contar que comandou goiás e Criciúma na série "A" deste ano. Para a lembrança dos alagoanos, comandou CSA e São Paulo no dia 12 de Março pela Copa do Brasil aqui em Maceió.

Santa Rita - AL x Cruzeiro - MG
Fase: 4a Fase / Grupo: GRUPO 73 / Jogo: 151 / Rodada: 2
Data: 03/09/2014 às 19:30 / Estádio: Coaracy Fonseca - Arapiraca - AL
Boa sorte aos amigos! Estarei lá no Fumeirão prestigiando a arbitragem Nacional.
APOIO:

terça-feira, 2 de setembro de 2014

ÁRBITRO ALAGOANO FARÁ ARBITRAGEM DE FASE NACIONAL DA COPA SULAMERICANA

árbitro Francisco Carlos do Nascimento américa-MG e atlético-MG  (Foto: Carlos Roberto / Agência Gazeta Press)
Francisco Carlos do Nascimento vai apitar o jogo desta quarta-feira entre Goiás e Fluminense, às 22h, em Goiânia, pela Copa Sul-Americana. 
Chicão que vem tendo uma temporada 2014 muito regular, terá a chance de mais uma vez utilizar o seu escudo FIFA em uma partida importante na fase nacional da competição.
O Fluminense venceu o primeiro jogo do mata-mata com o Goiás, na quinta-feira, por 2 a 1, no Maracanã, e vai entrar em campo na quarta com a vantagem do empate. Se os goianos vencerem por 1 a 0, garantem a classificação. Vitória do Esmeraldino por 2 a 1 leva a decisão da vaga para os pênaltis.
Boa Sorte ao alagoano!

APOIO:

domingo, 31 de agosto de 2014

QUE ALEGRIA, O CORURIPE ESTÁ VIVO NA SÉRIE "D"

Parabéns Jaelson  e todo Coruripe pela vitória deste domingo
Não tem como não ficar feliz com a primeira vitória do Coruripe na série "D". Quando o repórter passa a acompanhar a vida do clube, ter contato diário com os dirigentes , atletas e comissão técnica, não tem como não torcer para que as coisas funcionem de forma favorável. Principalmente se neste clube você já tem alguns amigos. É o meu caso. Desde o começo da competição que venho trazendo as notícias do "Hulk Praiano" dentro das resenhas esportivas do Timaço da Gazeta, da rádio Gazeta AM.

O resultado obtido neste domingo(31) no estádio Amigão em Campina Grande/PB na vitória de 2 a 0(gols de pênalti de Aurélio e João Paulo)sobre o Campinense/PB, vem coroar todo trabalho que esta sendo feito no clube alagoano, seus atletas, sua comissão técnica comandada pelo técnico Jaelson Marcelino e sua diretoria que não deixa faltar nada, mereciam estes três pontos, por tudo isso que falamos aqui.

Entenda a situação do Coruripe na Série "D":
Classificação-Grupo A3
    clubes                    p       j       vi       sg
Hoje o Alviverde alagoano é o terceiro colocado na tábua de classificação com 6 pontos ganhos e mais seis pontos a disputar. Restam três rodadas, e dois jogos (Baraúnas em casa e Jacuipense na Bahia).
Com o Central na sua frente, resta agora o Hulk vencer seus dois jogos e torcer por um tropeço do time pernambucano contra o Campinense na Paraíba e/ou Baraúnas em Caruaru. 
Não é fácil, mas pelo menos o Coruripe entrou na briga para a classificação.

O Protagonista

Em todas as oportunidades que entrevistamos o técnico Jaelson sempre colocamos que o time precisava de um jogador no meio que assumisse a responsabilidade das ações de ataque do time praiano, papel que seria do garoto Aurélio, que mesmo sendo regular em algumas partidas, não vinha apresentando o futebol que vimos jogar no Campeonato Alagoano deste ano, quando o Coruripe foi campeão estadual. E sempre o treinador dizia que precisava dar confiança ao camisa 10, que com certeza ele voltaria a ser o  principal jogador do seu time. E foi isso que aconteceu hoje nesta vitória contra o Campinense, Aurélio arrebentou e o time conseguiu sair da Paraíba com as esperanças de continuar sonhando com uma classificação para a próxima fase da série "D".
Parabéns ao  Aurélio e também ao Jaelson na persistência e tranquilidade que vem administrando os problemas do seu time neste período  que a vitória não vinha.

Classificar? Pode até não conseguir, mas o NM vem através desta matéria parabenizar a todos que fazem o Coruripe, do seu Presidente, Alfredo Raildo, ao porteiro do estádio Gerson Amaral, pelo trabalho que vem sendo realizado no nosso atual campeão e representante de Alagoas na série "D" de 2014.

Valeu Coruripe, estamos torcendo por vocês.

APOIO:

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

POLÊMICA NA ESCOLA DE ÁRBITROS DE ALAGOAS

Leitores de blogs e de uma forma geral na internet não gostam de matérias muito longas, mas infelizmente para que não cometêssemos  injustiças com as partes envolvidas no assunto precisamos fazer uma apuração detalhada dos fatos para que todos possam entender do que realmente se trata esta matéria. Depois de uma semana de acareação e alguns contatos, podemos dizer que agora sim podemos falar desse assunto com responsabilidade, pois demos a chance de todos os envolvidos se manifestarem.

Entenda o caso: 

A CEAF-AL (Comissão de Arbitragem de Alagoas) presidida por Hércules Martins tem utilizado os alunos da ESAAF(Escola Alagoana de Arbitragem de Futebol) como estágio do curso nas partidas dos campeonatos amadores sub-15 e sub-17, utilizando na verdade os que estiverem em dia com o pagamento da mensalidade, os alunos que estão inadimplentes estão impedidos de fazer as aulas práticas (estágio) segundo uma fonte informou a redação do NM no dia 13 de Agosto do corrente ano.


Obtendo esta informação procuramos o Presidente Hércules, Diretor Geral da Escola de Arbitragem de AL , através de e-mail 
no dia 15 de Agosto, para os esclarecimentos necessários e o mesmo nos respondeu assim:
Resposta de Hércules Martins:
"O assunto envolve duas pastas,  a saber,  a do Coordenador Administrativo que trata do regulamento da Escola e do Coordenador Financeiro que cuida do pagamento, por isso que prefiro não atropelar as atribuições de quem eu deleguei poderes para decidir falar só desse tema.
Não tenho dúvida que o nobre companheiro entende que ninguém administra sozinho e todos os espaços devem ser respeitados.
Sempre à disposição..."
HM.

Entendemos perfeitamente a posição do Diretor e diante a sua colocação, procuramos também através de e-mail os citados acima pelo Presidente, o Coordenador Financeiro da Escola, o também vice Presidente da CEAF-AL, Alton Olimpio e o Coordenador Administrativo e também Secretário do TJD-AL, Osvaldo Júnior para os esclarecimentos, o resultado foi esse:

Perguntamos ao Coordenador Financeiro da Escola, Alton Olimpio, em um e-mail enviado no dia 16 de agosto, se alunos foram impedidos de participar do estágio dentro das partidas do futebol amador por falta de pagamento, e até o fechamento da matéria não recebemos nenhum tipo de resposta.

Já o Coordenador Administrativo, Osvaldo Júnior, na quarta-feira dia 20 de Agosto respondia a pergunta feita pela redação. 

Existe algum documento ou contrato que diz que alunos inadimplentes não podem participar de atividades educacionais da escola? 
Resposta do Osvaldo Jr:
"Em respeito à democracia e à transparência das informações me dou ao direito de respeitosamente informar a este conceituado Blog NM, que existe previsão legal e estão de acordo com as exigências constantes no Edital n °. 001/2013, Pré-Seleção e do Curso de Árbitros de Futebol 2013/2014, estabelecendo normas específicas destinadas a selecionar candidatos e candidatas visando preenchimento de vagas, consoante Regulamento da Escola Alagoana de Árbitros de Futebol –ESAAFconforme descrito no Capítulo X – do Pagamento das Mensalidades, e item 10.1- O aluno inadimplente estará incapacitado de realizar a avaliação teórica final e o simulado físico ao final do Curso, e como também de receber o Diploma do Curso. E por fim, considerando o Capítulo X – das Disposições Gerais e Transitórias, incurso no Art. 25 do Regulamento da Escola Alagoana de Árbitros de Futebol –ESAAF, que concede também poderes ao Diretor Geral para baixar normas complementares e suplementares ao que dispõe no Regulamento nos casos omissos ou ainda não regulados regimentalmente. 
Trocando em miúdos para que o seu leitor entenda, existe um clausula no artigo 10.1 que fala da inadimplência, mas especificamente não fala da questão do estágio, portanto neste caso, o regulamento torna-se omisso e só o Diretor Geral pode regulamentar o regimento incluindo a questão da punição também nos estágios".
Espero ter sido claro com a resposta e ajudado a esclarecer a dúvida da matéria do blog.
Abraço. Osvaldo Júnior 
Desde já agradecemos ao Osvaldo a atenção, mas com sua resposta voltamos a estaca zero. Pois se o primeiro que procuramos foi o Diretor Geral, Hércules Martins, para esclarecer os fatos e ele nos dizia no contato que quem nos traria a resposta seria justamente os seus diretores, sendo que um não respondeu  e o outro devolveu para o próprio Diretor Geral a poder dos esclarecimentos. Neste caso voltamos novamente em entrar em contato com o Diretor Geral no dia 22 de agosto, que nos respondeu no domingo(24) da seguinte forma:
Resposta de Hércules Martins:
"Caro Paulo bom dia.
Inicialmente ficamos felizes pelo acompanhamento dispensado a todas as esferas da 
arbitragem. Nós dirigentes precisamos sempre saber que estamos sendo observados e isso nos leva a ter mais cuidado em não cometer erros.

Tudo que fazemos na vida - até aquilo que realizamos repetidas vezes, carece de ajustes, especialmente quando se trata de algo que tem como um dos aspectos o comportamento humano. 
Iniciamos, com muito esforço, uma nova escola de formação de árbitros atendendo o que é exigido pela CBF e dentro do que há mais novo nessa categoria no Brasil após participar de vários encontros de diretores, entretanto hiatos ficaram no regulamento - o que é normal, mas tivemos a felicidade - observação do Osvaldo Junior de indiscutível competência, em colocar como na maioria dos dos estatutos um artigo para casos inesperados ou não lembrados na sua elaboração.
Ademais, o principal que foi exigido dos alunos não foi nem a regularidade da mensalidade, mas sim a pré-inscrição no sindicato - entendimento entre as Diretorias das Entidades, como também a aquisição do material de jogo, pois sem este não tinha a mínima condição do mesmo atuar. 
Portanto, acredito que já não há mais o que esclarecer sobre esse tema, até porque observo que foram exauridas todas as suas indagações".
 
Sempre á disposição.
 
Hércules Martins
Dir. Geral da ESAAF  


Dessa vez o Diretor da Escola sinalizou como possível esclarecimento para a não permissão do aluno nas atividades do estágio, a possibilidade do mesmo está devendo a taxa do SINDAFAL e do UNIFORME, (Existe uma taxa de R$70 para inscrição do aluno no Sindicato e uma taxa do uniforme para as atividades de campo de R$60, totalizando R$130 para que o aluno fique apto para ser escalado pela CEAF-AL). Nesta fase do esclarecimento, procuramos  o Tesoureiro do SINDAFAL, George Alvez Feitosa no mesmo dia 24 de Agosto.

Perguntamos ao George Feitoza :
Existe algum aluno devendo a taxa do sindicato? E os nomes?
Resposta do George Feitoza   
Informo que até a presente data, 29 alunos procuraram o sindicato e fizeram suas filiações. Os mesmos já estão a disposição da Ceaf/AL, para serem designados quando a comissão achar necessário.  Quanto a indagação, de que se falta alguém fazer a filiação, essa não posso afirmar, pois não sei ao certo o número exato de alunos que estão em atividade no curso atual.

Por uma questão de ética o tesoureiro pediu que
não tornássemos público o nome dos envolvidos e de pronto atendemos.

Como sabemos que existem 31 alunos em fase de conclusão do curso(número este nos passado pelo Diretor Administrativo em um bate-papo extra oficial),  perguntamos diretamente  ao tesoureiro expondo o nome do aluno citado pelo e-mail que estava supostamente sendo proibido de participar  das aulas práticas(estágio) pela diretoria da ESAAF. E a resposta foi essa:

O aluno  XXXXXXXXXX XXXXXX***  tem alguma pendência com o sindicato?
Resposta do George Feitoza  
Não, este aluno se encontra com sua situação regularizada com o sindicato dos árbitro de Alagoas. 
(***Para não expor o aluno preferimos não publicar o nome do mesmo na matéria, mas se confrontado com a verdade, temos o e-mail original com o nome do citado na pergunta feita ao tesoureiro)

Agradecemos os esclarecimentos do Tesoureiro do SINDAFAL e a sua atenção em colaborar com esta matéria.

Com este depoimento do tesoureiro do sindicato dos árbitros de Alagoas finalizamos mais uma matéria com a consciência tranquila da posição sempre democrática que o NM exerce em seus quase sete anos no ar, deixando as partes que se sentirem prejudicadas o direito de mais uma tentativa de esclarecimento.
Antes de terminar, gostaria de dizer que tivemos a informação que o Aluno conseguiu regularizar a sua situação financeira com a escola no meio da semana passada e voltou a ser escalado pela Comissão de Arbitragem de Alagoas na rodada do final de semana que passou  no Campeonato Amador sub-15. 
Que bom, fico feliz de tudo ter sido resolvido de forma com que ambas as partes ficaram satisfeitas.

Para que o leitor do NM conheça um pouco mais da ESAAF e sua turma de 2013/2014 fizemos um pequeno resumo da Escola Alagoana de Arbitragem de Futebol.
A Escola de formação de árbitros de Alagoas começou suas atividades no dia 6 de julho de 2013 em  uma aula inaugural no auditório do CDL Maceió no centro da capital alagoana e contou com os novos calouros a árbitro e assistentes do quadro da Federação Alagoana de Futebol, como sempre o Notícia na Mira esteve lá e você pode conferir a matéria CLICANDO AQUI.

Inicialmente o curso de formação teria 10 meses de duração, mas como ainda está na fase do estágio provavelmente só encerrará suas atividades no próximo mês.
Esta turma começou com 35 alunos e hoje tem 29 encerrando a formação. Cada aluno pagou R$ 50 de inscrição e 10 parcelas de R$ 150 para os que mantiveram os pagamentos no dia do vencimento.
Aula inaugural Julho/2013

A escola em seu inicio era  formada pelo Diretor Geral e também Presidente da CEAF-AL, Hércules Martins,  do Vice Diretor Geral, Alton Olimpio (vice da CEAF-AL) do Coordenador Pedagógico e Presidente do Sindafal (Sindicato dos árbitros de Alagoas, Charles Hebert Cavalcante Ferreira, do Coordenador Administrativo, Oswaldo Lourenço da Silva Júnior, o Júnior do TJD-AL, o Diretor Financeiro e instrutor o árbitro George Alves Feitosa, com a equipe da Professora Eliane na parte física dos alunos.

Em Janeiro/2014 foram destituídos de seus cargos, o Coordenador Pedagógico, Charles Hebert e o Diretor Financeiro, George Feitoza, Hércules Martins e Alton Olimpio assumiram esses cargos respectivamente. Uma Nutricionista e uma Fisioterapeuta também fizeram parte do processo.

Acho que chegou a hora de repensarmos o que verdadeiramente são estas escolas de arbitragem espalhadas por cada Estado da Federação. Escolas estas que com a conivência dos sindicatos fazem acordos com as CEAFs descumprindo a Lei Pelé em seu artigo 88 que diz que a formação de árbitros está restrita apenas aos sindicatos e entidades de classes, ficam fazendo desta prática verdadeiros balcões de negócios.
Espero que a categoria repense também na hora de colocar como seu representante maior um árbitro atuante. Fica a dica.

"Não é preciso mostrar beleza aos cegos, nem dizer verdade aos surdos. Basta não mentir pra quem te escuta, nem decepcionar os olhos de quem te vê! As palavras nos conquistam temporariamente, mas as atitudes nos ganham ou nos perde para sempre…"
 (Fernando Gonzales)

APOIO:

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

VEJA COMO FOI O TESTE FÍSICO FIFA DOS ÁRBITROS BRASILEIROS

Nesta semana foi realizado o Teste Físico para os árbitros da FIFA no Rio de Janeiro. Apenas o árbitro central Héber Roberto Lopes e o Assistente sergipano, Cleriston Clay Barretos Rios não conseguiram êxito. Nosso árbitro Francisco Carlos do Nascimento esteve presente e se deu bem na avaliação. Parabéns Chicão.
Heber Roberto Lopes faz parte do quadro da Fifa, que já está com duas vagas abertas neste ano, porque Wilson Seneme e Paulo César de Oliveira decidiram encerrar a carreira antes dos 45 anos. O árbitro já atuou em dez partidas da Série A-2014.

Após a avaliação, os árbitros e auxiliares subiram para a Granja Comary, onde ao longo da semana passarão por uma série de atividades físicas e teóricas em um curso promovido pela FIFA. 

APOIO:

terça-feira, 26 de agosto de 2014

REPROVAÇÃO MACIÇA EM PROVA TEÓRICA, FAZ CEAF-AL REAVALIAR ÁRBITROS QUE IRÃO TRABALHAR NA SEGUNDA DIVISÃO DE ALAGOAS

Foto arquivo NM - junho/2011 - Teste teórico da CEAF-AL

Basta começar o burburinho do futebol local para que os mistérios na Federação Alagoana de Futebol comecem acontecer. A CEAF-AL achando pouco este futebol de "várzea", com todo respeito as várzeas, que será aplicado nesta Segunda Divisão em setembro resolveu ajudar também.
Sem nenhuma transparência e nenhuma citação na imprensa, foi realizado na semana passada o Teste Teórico para os membros de arbitragem de Alagoas.

O NM ficou sabendo e divulgou que a Comissão teria problemas por causa do alto nível de reprovação para organizar os seus árbitros visando a segundona. 
Mostrando-se também preocupada, e no intuito de ajudar alguns, a Comissão voltou atrás do que tinha anunciado anteriormente, (que não faria uma reavaliação) e aplicou mais um teste teórico "sigiloso" na tarde desta segunda-feira(25) na sede da Federação Alagoana de Futebol. Só para se ter uma ideia, dos 26 árbitros que realizaram a avaliação, 15 foram reprovados, mas apenas 8 compareceram na nova oportunidade.
Existe uma desistência muito grande e uma falta de interesse por parte de alguns árbitros nesta competição. O motivo principal é sem dúvida o pouco número de jogos e a pouca exposição na mídia, sabe como é , não é? Árbitro adora uma matéria , uma aparição na tv...

Vamos está acompanhando tudo de perto como sempre.
Lembrando que também estaremos acompanhando o teste físico da arbitragem alagoana dia 4 de setembro na "pista Cavalar" do Quartel no bairro do Farol.

APOIO:
VEJA BEM

domingo, 24 de agosto de 2014

DE DIRIGENTE CAMPEÃO PARA ATIRADOR DE ELITE

Considerado o "Melhor Dirigente do Futebol de Alagoas da 1ª Divisão em 2014", o ex Diretor de Futebol do Coruripe, atual campeão alagoano, Afrânio Coutinho, é o atual líder do campeonato alagoano de Trap Americano e o 4º colocado dentre os 35 participantes de uma etapa do Campeonato Brasileiro Trap100 . Trap o que?

Eu explico: É basicamente tiro ao prato lançado por uma máquina que se encontra em uma casamata semi-enterrada a 15 metros do atirador, sendo que os pratos são lançados ao comando do atirador em direções aleatórias e desconhecidas pelo mesmo. Por essa peculiaridade é chamada de Trap, ou seja "armadilha", em inglês, pois a direção do prato a ser lançado é totalmente desconhecida pelo atirador, e a velocidade média do prato é de aproximadamente 50 Km. 
O atirador pode pedir o prato com a arma encaixada no ombro e deverá efetuar apenas um disparo por prato. Entendeu?

Pois é, temos em Alagoas um fera deste esporte, que de posse da sua espingarda da marca brasileira Boito modelo ERA2001, calibre 12, vem fazendo história em nosso Estado e no Brasil.

Parabéns amigo, além de um Dirigente Campeão, você é um "Atirador de Elite"

Para acompanhar melhor este esporte pouco conhecido aqui em Alagoas acesse o site oficial da Liga Nacional de Tira ao Prato  CLICANDO  AQUI
APOIO:

sábado, 23 de agosto de 2014

VEM AI MAIS UM CAMPEONATO DE FUTEBOL REALIZADO "NAS COXAS"

Nas coxas é uma expressão idiomática brasileira. Quando se diz que alguma coisa foi feita nas coxas, isso significa que essa coisa foi feita apressadamente, sem capricho e mal feita.
E é isso que vai acontecer mais uma vez no futebol alagoano em setembro quando o Campeonato da Segunda Divisão começar. 

Os clubes como sempre, com seus velhos e lunáticos dirigentes amadores, salve um ou outro, deixam tudo para última hora, inscrições, transferências, pagamentos de taxas e o mais absurdo, as suas praças esportivas desabilitadas pela Portaria 124 do Ministério dos Esportes*, isso quando o desmilinguido time tem um estádio para mandar seus jogos. Passaram no mínimo 65 dias para organizar tudo, mas nunca conseguem. 

A primeira rodada está ai , com data , horário e locais designados pela FAF. A primeira partida será dia 13 de Setembro, sábado, entre São Domingos e União Palmeirense, no estádio olival Elias de Moraes, na cidade de Boca da Mata às 15h, no dia 14, domingo, três jogos encerram a rodada, isso se ninguém desistir daqui para lá.

Confira os confrontos, todos eles ás 15h:

14/09 – Ipanema X São Luiz , estádio Edson Matias, em Olho D’Água das Flores
14/09 – Dínamo X Desportivo Aliança, estádio Olival Elias de Moraes, em Boca da Mata 
14/09 – Sete de Setembro X Sport Atalaia no estádio José Gomes da Costa, em Murici 

A Federação Alagoana de Futebol também tem sua parcela de culpa, pois não devia ficar esperando por estes dirigentes e neste caso determinar situações que restrinjam diretamente aqueles que não se organizam com antecedência. 

A arbitragem  vai no mesmo caminho. A CEAF-AL, Comissão de Arbitragem de Alagoas, realizou um teste teórico na terça-feira(19) e até agora não divulgou as notas e quem estaria apto para atuar na competição. Segundo informações, além de contar com as ausências dos experientes árbitros locais, George Alves Feitoza, Silvio Acioli e Marcus André de Melo, que não compareceram nas atividades elaboradas pela Comissão, alguns árbitros assistentes não teriam conseguido êxito na avaliação teórica e não teriam uma segunda chances. (Por uma questão ética vamos resguardar os nomes dos reprovados). 
Lembrando que na atividade em sala de aula, os árbitros com escudo da CBF/FIFA, foram liberados pela Comissão local, pois já haviam realizados em uma outra oportunidade a atividade pela Nacional e estariam liberados para atuarem normalmente na segundona.
São relatos tristes, mas retrata a pura realidade do futebol alagoano e seus dirigentes.
* Portaria 124 do Ministério dos Esportes do dia 17 de Julho de 2009, cobra do clube que sua praça esportiva esteja com os laudos vigentes as vistorias da PM, Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros e CREA.
APOIO: